sexta-feira, 19 de outubro de 2012

Um lindo sonho de amor



“ Amar não é de modo algum olhar um ao outro, mas olhar juntos na mesma direção"

Sempre sonhei com o dia do meu casamento, assim como todas vocês. Sabem aqueles filmes românticos de casamento? Planejei o meu para que fosse exatamente desse jeitinho! Foi um sonho! A brisa do mar...todas as madrinhas  usando lindos chapéus , como as lindas europeias em seus eventos vespertinos, e seus vestidos estampados... Eu, a noiva, me senti mais  linda do que tudo que se possa imaginar  e tão sorridente que era impossível não perceberam o quanto aquele momento era especial para mim. O noivo apaixonado e irradiante. O máximooooo da perfeição!
O meu sonho idealizado estava sendo realizando em uma cerimônia ao ar livre e de frente para o mar. Por isso escolhe sair do Rio de Janeiro para casar em Niterói, pois me apaixonei pela igrejinha histórica de São Francisco Xavier, em Charitas. Programei os mínimos detalhes. Cuidei de cada momento, inclusive o estilo da fotografia. Como era minha primeira vez organizando um evento deste porte não contei com um pequeno imprevisto. A Santa Clara resolveu pregar uma peça e apesar do clima estar lindo durante toda a semana que precedia o casamento foi justamente no meu grande dia, que apesar de ter amanhecido lindo como nos demais, foi só aproximar a hora do meu grande momento que o vento resolveu ficar ainda mais forte. Dai não teve jeito, minha cerimônia teve que ser transferida para dentro da capela. Confesso meninas que quando recebi a noticia fiquei abalada, mas me conformei, por que Deus sabe de todas as coisas e com certeza estava comandando daquele momento.
Por falar em comando, quando entrei no carro em direção a igreja o motorista achou que eu era louquinha...rsrs... Tudo porque pedi a ele que colocasse uma música bem agitada e alta para que eu pudesse relaxar...rsrsrs... Deu a Loka e fui vibrando e cantando alegremente até a igreja. Quando cheguei, foi pura emoção, ver que tudo que havia idealizado estava ali do jeitinho que sonhei, com pessoas queridas, um clima bem intimista.
Sim, eu fiz questão de um casamento intimo, apenas para os amigos mais próximos e familiares. Optei por uma decoração bem em estilo rústico, contemporâneo e rico em detalhes. Durante a cerimônia, o violino embalava as canções que escolhi cuidadosamente e não tinha como segurar a emoção. Amigas eu chorei muito e uma alegria que partia de dentro do meu ser que eu achava que aquilo tudo não passava de um sonho. Um sonho que meu noivo viva também, pois estava visivelmente emocionado e eu ficava ainda mais trêmula a cada lágrima que escorria em seu lindo rosto.
Acreditava, naquele momento, já ter vivido todos os tipos de emoções possíveis, mas na hora dos cumprimentos fiquei ainda mais surpresa com o choro de meu sogro ao abraçar o seu filho, meu príncipe. Foi pura emoção em meio a muitas bolinhas de sabão que passeavam ao sabor do vento por entre todos os convidados.
Havia combinado com os padrinhos de que na saída da igreja aguardassem para tirar algumas fotos em um jardim lindo que tinha naquele lugar, mas, infelizmente, estava chuviscando e quando olhei , todo mundo sumiu.
 Mesmo assim eu queria aproveitar aquela paisagem, embora nublada, mas linda. Minha fotografa se arriscou na chuva e lá foi ela realizar o meu desejo. O resultado não podia ser diferente. Saiu totalmente ao contrário do que havia programado. As fotos ficaram maravilhosas e as poses foram surgindo naturalmente e totalmente guiadas pela emoção e sensibilidade da fotografa e amiga Angely . Debaixo do guarda chuva, em frente à piscina do hotel onde foi realizada minha recepção ou fosse a qualquer outro lugar, a magia daquele momento guiava, não somente a nossa modelagem diante a câmera, como também a estética geral da cena.
Quando me deparei com a decoração da festa e todos os nossos amigos sorridentes, não aguentei a emoção e novamente chorei. Na verdade, nunca chorei tanto na vida. A cada abraço um novo choro. Hoje consigo rir ao escrever estas linhas, mas o que realmente importa é que fiquei feliz porque, embora o casamento tenha sido em domingo pela manhã , não faltou ninguém. Todos estavam lá e isso me fez sentir ainda mais querida.
Confesso que ficava receosa em relação à pista de dança, pelo fato do casamento ser matutino. Então o medo era da pista não bombar era grande. No fim das contas todo mundo curtiu ao som da banda que contratamos e eu me acabei na pista.
Hoje aprendi a lição: planejar seu dia exatamente conforme o que sonhou porque não dá pra voltar atrás... Sorte nossa não é só achar o príncipe, mas realizarmos um sonho seja de conto de fadas ou de um lindo romance de cinema!

Ficha Técnica :
Igrejinha Histórica de São Francisco Xavier (Charitas/Niterói)
Recepção: Hotel Solar do Amanhecer (Charitas)
Decoração: Ana Paula(Projetos e designer de eventos )
Fotografia : Angely Ráana (www.angelyraana.com.br)
Filmagem: Ed Falcão ( www.edfalcao.com.br)
Música da igreja : Grupo Vibrato (www.vibrato.com.br)
Música da recepção: Banda A festa ( www.afesta.biz)
Vestido da noiva: Ponuptia do Brasil ( www.pronuptianoivas.com )

Manu e Chiquinho 














Nenhum comentário:

Postar um comentário