sexta-feira, 12 de julho de 2013

A difícil tarefa de escolher as fotos do álbum


Depois que o casamento passa, ainda ficamos um mês  ou mais – no meu caso fiquei quase um ano, hahaha! – suspirando e flutuando ao me lembrar do meu grande dia.

Aos pouquinhos esse gostinho vai se misturando com a volta da rotina e aí ficamos com sede de fotos para reviver o grande momento através de imagens, porém às vezes retardamos a escolha delas justamente com o receio de passar aquela nostalgia de reta final. Eu, particularmente, acho que demorei muito para escolher devido a esse medinho de não ter mais nada para fazer sobre o meu casamento e tudo ficar finalizado no congelamento do meu álbum. Parece louco, mas aconteceu comigo, hahaha!

O problema é que quando as fotos chegam precisamos escolher, entre tantas, apenas 10% para colocar no álbum, e esta é uma tarefa árdua para os noivos. A grande maioria demora até mesmo anos para selecionar as suas. Eu sou uma delas, hahaha! Demorei literalmente dois anos para escolher as fotos e autorizar a diagramação do meu lindo álbum. Minha fotógrafa Angely Ráana que o diga! Ficou louca com minha lentidão, hahaha!

Então, meninas, para incentivá-las a escolher as fotos, reuni dicas devido à minha experiência de eterna noiva neurótica, detalhista e metódica, hahaha! Para que você, assim como eu, tenha a certeza de que seu álbum ficará lindo e possa toda vez que olhar para ele sentir a emoção de ver eternizados lindos momentos de pura emoção e felicidade.

O álbum deve “contar a história” de todo o casamento. Por isso, selecione as fotos já do seu começo, como o making of, decoração da cerimônia, e assim por diante. As fotos do making of devem ser as primeiras a aparecer no álbum.







Acredito que escolher um montão de fotos para “caber mais na página” é uma forma de deixar o álbum poluído. Ficará muito mais emocionante colocar uma ou duas fotos lindas por página que oito fotos mais ou menos, que ficarão pequenas demais e não revelarão os detalhes.

Qualidade vale muito mais que quantidade. Deixe as fotos mais simples para um foto livro que você mesma pode fazer depois. Existem “n” empresas que fazem promoções de foto livro em sites de compra coletiva e fazer um caseiro é bem divertido. Eu fiz e me dei conta do quanto é difícil diagramar de forma emocionante um álbum, mais foi uma ótima experiência, pois me deixou com um olhar bem mais critico para aprovar o meu álbum oficial.

Noivinha, depois da escolha das fotos, vem a tortura da escolha da melhor diagramação. Minha fotógrafa não me aguentava mais. Toda vez que me mandava uma eu queria alterar algum detalhe e, pior, demorava meses para mandar o roteiro sobre as diagramações, hahaha!

Meninas, a emoção é gigantesca quando chega o seu álbum pesadão e lindão, dá vontade de mostrar para Deus e o mundo. Mas sejam boazinhas com seus fotógrafos e não demorem tanto como eu, pois existe uma questão delicada que envolve essa demora.  Nem se passa pela cabeça da gente que nosso fotógrafo nos passou um orçamento, sei lá, há dois anos, quando estávamos começando a planejar o nosso casamento e correndo contra o tempo para chegar na frente e conseguir contratar o profissional que tanto queríamos. Naquela época a produção do álbum tinha um valor e, hoje, provavelmente, esse valor já mudou, aumentou. E acredite, esse aumento não depende da vontade dele. Claro que ele deve ter contado com um certo atraso da sua parte para escolher as fotos, mas vamos combinar que um, dois, três anos é atraso demais? Olha o absurdo que seria se, na hora de definir o preço, ele tivesse que levar em conta que você pode postergar essa escolha por mais de dois anos. Somente me toquei disso quando me tornei cerimonialista e fiquei super amiga de minha fotógrafa.


Então, meninas não sigam o meu exemplo no que diz respeito à demora, mas aproveitem todas as dicas!


Um comentário:

  1. É verdade... são mais de 1000 fotos tiradas e vc só pode colocar no álbum 100, difícil tarefa!!

    ResponderExcluir